Café da Guatemala x Café do Panamá

Quando se tem bons amigos, se tem bons momentos, pois eu tive o prazer de ganhar um pacote de café de um amigo que foi viajar para o Panamá! Fiquei bastante feliz e corri atrás de achar outros cafés da região da América Central. Fiz isso para comparar os Terroir’s, e acabar (ou iniciar) alguns mitos sobre os cafés da região central (ou poderia chamá-los de cafés caribenhos?).

Preparei as duas amostras de café na Prensa Francesa, e como toda boa experiência, igualei os demais parâmetros, como água, temperatura de água, tempo de infusão, método de preparo e etc. A única coisa que não consegui igualar foram os grãos, pois cada um tinha um padrão de torra diferente, e obviamente, uma procedência diferente. Os padrões de torra estavam diferentes porque os grãos já são torrados, ou seja, não tive acesso a eles verde.

IMG_8035

Inicialmente, no aspecto aroma achei o café do Panamá mais marcante, muito ácido até no aroma, não encontrei as nuances de chocolate como dizem, e achei os grãos grandes quando comparado com os grãos brasileiros. Achei o aroma ligeiramente floral.

Já o Café da Guatemala, notei que é completamente diferente, aroma mais discreto, menos floral.

Durante a moagem, já notei que o café da Guatemala começou a mostrar mais aroma, e tendenciando para um aroma mais doce.

Vamos aos resultados na xícara:

  • Café do Panamá: Muito ácido, mais denso de sabor, sensação de estar em contato com uma flor, cítrico.
  • Café da Guatemala: Aroma mais aberto, mais suave, lembra ligeiramente o café da Colômbia, sabor “verde”, amargo quase ausente, complexo.

IMG_8037

 

Particularmente, comecei gostando do café do Panamá e acabei gostando mais do café da Guatemala, mas isso é gosto pessoal e isso não se discute. Outro detalhe é a fazenda produtora e a variedade da planta, já que, em nenhum dos rótulos ficou descrito qual variedade de café estava sendo vendida. Diversos fatores podem influenciar essas amostras das descrições dos sabores normalmente descritos nas literaturas. Em consulta ao livro “How to make coffee“, pude concluir que os resultados dessa experiência foram condizentes parcialmente com a descrição do livro para as amostras com essas procedências descritas.

Finalizo dizendo que este teste não foi suficiente para alegar mais detalhes sobre cada Terroir, pretendo provar cada amostra em separado por alguns dias para ter mais descrições sobre os sabores.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s