Coffee Lab, Isabela Raposeiras – São Paulo

Esta cafeteria (ou deveríamos chamá-la de “Laboratório de Cafés Especiais?”), fundada por uma pessoa considerada unanimidade no assunto, não poderia ser mais misteriosa e curiosa. Falo da cafeteria de Isabela Raposeiras, em São Paulo.

IMG_5135
Torradores de Café dentro da Cafeteria.
IMG_5133
Produtos à venda: cafés, canecas temáticas do Coffee Lab (comprei a minha!), aeropress, V60, livros, balanças, etc.

Localizada num bairro tão cool quanto seu cantinho, a cafeteria é enigmática e repleta de cerimônias e curiosidades. Não há quem não tenha vontade de perguntar sobre CADA coisa que vê lá dentro. Oferece um cardápio absolutamente diferente de todos que já vi, o qual me fez sentir de fato numa fábrica de cafés especiais.

Os atendentes estão vestidos com roupas fora do comum para cafeterias, fazendo com que os visitantes se sintam como parte de uma seita de admiradores da preciosa bebida.

Sentei-me do lado de fora (aos sábados costuma lotar e não tive muitas escolhas). O clima estava agradável e fiquei à sombra, num corredor estreito e coberto de plantas.

IMG_5139
Corredor de entrada
IMG_5134
Interior da Cafeteria (ou Laboratório de Cafés Especiais).

Notei que não fazem questão de luxo, nem de qualquer tipo de ostentação, como é comum em algumas cafeterias notáveis. Mas a cafeteria é simplesmente ímpar. Acho pouco chamar aquele lugar de “cafeteria”, seria mais apropriado falar em “centro de estudos sobre café”, ou “centro de apreciação do café”. Enfim, não tem definição.

IMG_5131
O cardápio na parte dos “Rituais”.

Fiquei animada quando vi no cardápio uma página dedicada exclusivamente a “Rituais”. Pensei: “Nossa! Quanto mistério e devoção ao café! Estou no lugar certo!”. Correndo os olhos pela descrição dos “rituais”, vi que já fazia algo semelhante durante os Coffee Nights. Senti-me então feliz e orgulhosa ao ver ideias parecidas diante dos meus olhos.

Pedi o “ritual 6”, Aeropress versus Clever, ambos servidos com o grão da casa, escolhido por eles. Nunca tinha provado o café feito através do processo Clever. Fiquei surpreendida ao notar a real diferença entre os dois métodos. Dá para perceber claramente que um método resulta em uma bebida bem mais doce e menos amarga que o outro. O filtro Clever (conforme explicou o barista do local), diferentemente dos outros métodos (como o coado convencional e o V60), possui uma espécie de válvula na parte de baixo, que controla a vazão do café.

IMG_5140
Barista do Coffee Lab preparando o Ritual 6.

Pretendo voltar várias vezes, para provar os diversos grãos, blends e “rituais” que o local oferece.

Em resumo, um local para apreciadores e curiosos! Vale a pena!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s