A Torra do Café – Parte 1

A Torra do Café é tão importante e repleta de mistérios que possui até aula especial em escolas de Café.

A torra do Café influencia aspectos finais da bebida, como crema, aroma, corpo e acidez. Por exemplo, quanto mais escura a torra, menos ácido será o café e se torna mais fácil “camuflar” as impurezas no café moído. Por isso a importância de evitar o uso de cafés moídos de torra forte, pois está mais suscetível a “enganos” na aquisição do café. Além do que, o amargor gerado pela torra forte torna o café mais agressivo ao estômago.

Torrador de café liberando o lote de café torrado.

Segundo Edgard Bressani em seu livro Guia do Barista: “Provar o mesmo café diariamente por um período de trinta dias revela muitas coisas (Ele se refere à um mesmo lote de café, isso porque com o passar do tempo as propriedades do café vão se alterando de acordo com o tempo que ele foi torrado). Este é um exercício que o barista deve fazer para perceber a evolução do café. Nos primeiros dias, sua volatilidade ironicamente afeta a crema e o sabor.”

Torra com coloração média, ideal para consumo. Mas não ideal para prova de cafés para negociações comerciais.

 

Em negociações comerciais, o café é torrado em pequenos lotes, com torra clara, pois é neste ponto de torra que os defeitos do café aparecem, por isso que cafés de torra clara são mais “honestos” e portanto é o ponto de torra utilizado no mercado de importação e exportação de cafés, em cooperativas e por compradores do mundo todo.

A torra é capaz de corrigir ou piorar muitos cafés. A maneira como manobra o torrador pode determinar as características finais que se deseja no café. Eu não imaginava isso até fazer o curso de Mestre de Torra. Confesso que achei muito mais complexo do que eu imaginava.

A torra do café envolve muita ciência. Se você não se lembrar da sua aula de ciências, recomendo que retome algumas lições, principalmente as relacionadas à química, combustão, pirólise e algumas sobre biologia.

O assunto é extenso e o farei em vários capítulos.

Um comentário sobre “A Torra do Café – Parte 1

  1. Olá, sou Juliana de Petrópolis interior do RJ e só agora, apesar de beber desde pequenina, estou começando a conhecer os cafés! Nossa, mundo mágico! Pelo visto como os temperos o café tem um “lance” de alquimia tb, e isso o faz encantador. Tenho adorado seus posts, tenho lido muita coisa e quem sabe poderia fazer um curso de barista,😜! Enquanto isso vou lendo, estudando e tomando todo tipo de café para experimentar os aromas, paladares! Obrigada pelas dicas e bom ☕️

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s